A Gulbenkian e o Cinema Português |Ciclo Cinema
Cláudia Dias e Paulo Baudouin

Neste ciclo de cinema promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian pretendia-se fazer uma mostra do actual panorama de produção de cinema em Portugal, por autores portugueses e com apoio da dita Fundação. De nomes consagrados a talentos emergentes, de curtas a longas metragens, de primeiros trabalhos em contexto académico a obras de fôlego, co-assinadas por vários autores de renome. A partir da metáfora do “elefante na sala” que era, neste caso, o estado da arte do Cinema Português, foi escolhido um frame de uma obra de Catarina Vasconcelos, que ilustra perfeitamente a ideia de uma geração de autores que fazem avançar o Cinema Português. Partindo deste pressuposto, a dita imagem foi manipulada segundo um léxico cinematográfico de repetição, sequenciação e desconstrução espacial de forma a adaptar-se aos diversos suportes de comunicação, ensaiando uma óbvia tensão entre um contexto estático e/ou temporal.