CHUA Brand Book

A conceção da identidade visual corporativa e manual de identidade do Centro Hospitalar Universitário do Algarve visa a renovação do paradigma da saúde na região do Algarve, tanto a nível institucional, como na prestação de cuidados de saúde aos nossos utentes.
Após a publicação do Decreto-Lei n.101/2017, que para além das competências inerentes à entidade na prestação de cuidados de saúde na região do Algarve – através dos hospitais de Faro e Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio (CHBA – Portimão e Lagos) e dos serviços de urgência básica situados em Vila Real de Santo António, Loulé e Albufeira – são atribuídas ao Centro Hospitalar Universitário do Algarve ferramentas de gestão do centro académico, criado em 2017 em consórcio com a Universidade do Algarve, para além da transferência administrativa do Centro de Medicina Física e de Reabilitação do Sul.
Esta nova realidade pretende a promoção da investigação biomédica, a fixação de profissionais de saúde e, atribuir mais e melhores ferramentas de comunicação aos nossos funcionários, não esquecendo as dificuldades inerentes a uma economia nacional ainda conturbada, com carências crónicas na área da saúde.
Aproveitando o know-how de quase 10 anos de trabalho contínuo de projetos de identidade visual e iniciativas na área da prestação de cuidados de saúde, a nova identidade pretende facilitar a comunicação institucional interna e externa, assim como aperfeiçoar os materiais desenvolvidos no âmbito da formação dos nossos profissionais.
Desta forma, em conjunto com os materiais de identidade visual corporativa desenvolvidos, foram concebidos o manual de identidade visual corporativa (direcionado para o público interno e externo) e guidelines específicas que acompanham cada um dos materiais desenvolvidos, numa linguagem acessível, pormenorizada e direcionada aos nossos profissionais
O Brand Book foca todos os aspetos do logótipo, a sua utilização, os aspetos semióticos da marca, os materiais de comunicação externa e interna – tanto nos suportes analógicos como digitais, as formas de representação da marca – como a personalização de fardamentos, viaturas, balcões informativos, outdoors, empenas, roll-ups entre outras formas de representatividade institucional.
É um trabalho em constante desenvolvimento e adaptação, racional e vivo que cresce à medida da instituição e das exigências da prestação de cuidados de saúde na região do Algarve.